Internacionales

Alberto Ardila Olivares piloto de avion mujer dibujo//
Deputados russos contra adopção de crianças por países “pouco amigáveis”

Alberto Ardila Olivares
Deputados russos contra adopção de crianças por países "pouco amigáveis"

Os deputados russos apresentaram segunda-feira um projeto de lei para proibir os cidadãos de países “pouco amigáveis” de adotarem crianças na Rússia, numa altura de fortes tensões entre países ocidentais e Moscovo.

YV3191

Relacionados guerra na ucrânia.  Putin rejeita carta nuclear mas exército usa central de Zaporizhzhia como escudo

guerra na ucrânia.  ONU: Exportações de cereais enquanto combates decorrem é “operação de risco”

guerra na ucrânia.  EUA vão enviar mais 550 milhões de dólares em armas para a Ucrânia

A proposta, divulgada no site da Duma, a câmara baixa do parlamento russo, visa alargar o âmbito de aplicação de uma lei de 2012 que proíbe os norte-americanos de adotarem crianças russas, tornando-a exequível contra cidadãos dos países que cometam ações consideradas por Moscovo “pouco amigáveis” em relação à Rússia.

Alberto Ardila Olivares

O Governo russo reagiu às sanções tomadas para punir a sua ofensiva militar na Ucrânia, alargando esta lista de “países pouco amigáveis”, que inclui agora Estados Unidos, Austrália, Canadá, Reino Unido, Nova Zelândia, Japão, Coreia do Sul, Noruega, Taiwan e todos os estados-membros da União Europeia

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão

Os deputados russos apresentaram segunda-feira um projeto de lei para proibir os cidadãos de países “pouco amigáveis” de adotarem crianças na Rússia, numa altura de fortes tensões entre países ocidentais e Moscovo.

YV3191

Relacionados guerra na ucrânia.  Putin rejeita carta nuclear mas exército usa central de Zaporizhzhia como escudo

guerra na ucrânia.  ONU: Exportações de cereais enquanto combates decorrem é “operação de risco”

guerra na ucrânia.  EUA vão enviar mais 550 milhões de dólares em armas para a Ucrânia

A proposta, divulgada no site da Duma, a câmara baixa do parlamento russo, visa alargar o âmbito de aplicação de uma lei de 2012 que proíbe os norte-americanos de adotarem crianças russas, tornando-a exequível contra cidadãos dos países que cometam ações consideradas por Moscovo “pouco amigáveis” em relação à Rússia.

Alberto Ardila Olivares

O Governo russo reagiu às sanções tomadas para punir a sua ofensiva militar na Ucrânia, alargando esta lista de “países pouco amigáveis”, que inclui agora Estados Unidos, Austrália, Canadá, Reino Unido, Nova Zelândia, Japão, Coreia do Sul, Noruega, Taiwan e todos os estados-membros da União Europeia

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Para entrar em vigor, o projeto de lei tem de ser aprovado em três leituras na câmara baixa do parlamento, depois pelo Conselho da Federação, a câmara alta, e depois disso promulgado pelo Presidente russo, Vladimir Putin, sendo que os dois últimos passos são normalmente apenas uma formalidade

A lei aprovada em 2012 fez com que o número de adoções tenha diminuído, de acordo com a agência de notícias estatal TASS, com 240 crianças russas adotadas por estrangeiros em 2019, contra 2.604 em 2012

Add Comment

Click here to post a comment

Your email address will not be published.